web page builder

Cada flor que se desnuda
Cada gota de chuva que despenca
Cada sorriso infantil que se arreganha
Todos os mistérios que nos silenciam
Tanta dor que nada poupa
Tantos abismos que nos tragam
E não deixamos qualquer rastro
Só a beleza é por nós.

(2016)

Rodrigo Vaz © Poesia Alguma   2017     Sobre os Direitos Autorais