bootstrap dropdown


Não desejo a poesia.
A poesia não me deseja.
Por isso ela existe.

(1988)
 
 
 
 
 

Rodrigo Vaz © Poesia Alguma   2017     Sobre os Direitos Autorais