free website software

O vento enquanto venta nada sabe
e enquanto existo de mim pouco sei
corrida que se compete só
(vantagem de uma cabeça)
apenas sei do vento

Navegar não é preciso, mas em mim navego
sou só o vento e a vela que me sopro
minha pátria é a deriva

(2015)

Rodrigo Vaz © Poesia Alguma   2017     Sobre os Direitos Autorais