POESIA ALGUMA

A meia vontade em mim te quer.
A meia fraqueza em mim te teme.
A meia vida em mim se consome.
A meia morte em mim sou.

Rodrigo Vaz © Poesia Alguma 2017 - 2022

Desenvolvido por