POESIA ALGUMA

Tanta cor e tanto preto e branco
tanto nada neste tanto
e eu desejando aprender com o prisma
a moldar luz invertida
do colorido órfão
desta vida

Rodrigo Vaz © Poesia Alguma 2017 - 2022

Desenvolvido por