POESIA ALGUMA

Trevas, dizem
Mas no oceano da noite
Tua vara e tua isca
Jamais cessarão de pescar
Enquanto à luz do dia
Tua rede não trará
mais que uma estrela…

Para ver bem é preciso
Fechar os olhos
E abrir outros de sonhar

Rodrigo Vaz © Poesia Alguma 2017 - 2022

Desenvolvido por